Menstruar é uma questão de higiene básica e de dignidade humana e é dever do governo assegurar o direito de menstruar. Pressione agora pela aprovação do projeto de lei que prevê absorventes gratuitos nas escolas do Rio de Janeiro!





Maria vivia em casa com suas três irmãs e mãe. Quatro mulheres debaixo do mesmo teto tinham que encontrar maneiras de financiar mensalmente os produtos de higiene menstrual. O dinheiro era apertado e o valor dos absorventes só aumentava. Sem muita opção, Maria tinha que utilizar o que estava ao seu alcance porque, só assim, poderia continuar estudando. Todo mês, utilizava miolo de pão e fralda de pano para conter o seu fluxo.
Infelizmente, há muitas Marias no estado do Rio de Janeiro que enfrentam este problema. Um estudo conduzido pela Sempre Livre revela que 26% entre as adolescentes de 15 a 17 anos de idade não têm acesso a produtos higiênicos adequados durante o período menstrual. Isso propicia a evasão escolar, fazendo com que cheguem a perder até 45 dias de aula a cada ano letivo.
Essa é a história de Maria, que seria muito diferente caso o estado do Rio de Janeiro providenciasse absorventes higiênicos gratuitos em escolas públicas da rede estadual de ensino, hospitais, UPAs e centros de referência de assistência social. Existe um projeto de lei que garante essas condições, mas sua tramitação está parada. Por isso, contamos com você para se unir a todas as Marias no combate à pobreza menstrual. Pressione agora pela aprovação do PL 2774/2020!








O problema




Utilizar papéis, trapos, miolos de pão ou até mesmo reutilizar um absorvente descartável é perigoso para a saúde da mulher, pois o risco de infecções urinárias e vaginais aumenta consideravelmente.




Meninas podem chegar a perder até 45 dias de aula a cada ano letivo por não terem como conter o fluxo menstrual.




Estima-se que 23% das meninas entre 15 a 17 anos não têm condições financeiras para comprar absorventes no Brasil.


Meninas no front

Camila, Carol, Luísa, May, Natália, Nívia e Raquel: essas são as cariocas por trás desta campanha. Preocupadas com a pobreza menstrual no Rio de Janeiro, nos juntamos à Girl Up e ao NOSSAS para lutar pela democratização do acesso a absorventes no estado. Reconhecemos a dificuldade em garantir uma higiene menstrual para todos em um estado tão desigual, mas também sabemos o quão essencial o absorvente é na vida de uma mulher. Por isso, não conseguimos ficar paradas! O que você está esperando para se juntar à nós?










Esta campanha foi criada por jovens meninas ativistas com o apoio do Nossas e da Girl Up.

Vem com a gente! Siga nossas redes para ficar por dentro de tudo que fazemos e
confira nossos sites com mais oportunidades de ação :)